Negociação do setor de doces e conservas



Ontem (11/06) mais uma vez os patrões vieram com brincadeira para a mesa de negociações na 2ª reunião de doces e conservas.

Eles estão querendo testar a nossa mobilização, e eles vão ser surpreendidos com a nossa paralisação.

Eles querem que os trabalhadores paguem a conta do momento difícil da economia.

Os trabalhadores sempre fizeram sua parte e nunca participaram dos altos lucros das empresas, sempre nos deram as migalhas, e agora eles querem que fiquemos com o prejuízo.

A proposta indecorosa foi:

• Reajuste de 6% em maio e mais 2,21% em novembro;

• Piso em Maio de 1.231,90 e em novembro 1.259,10 e

• Cesta Básica de 141,00 e nada a mais.

Recusamos a proposta na hora, e lembramos os patrões que o INPC/Inflação do período está em 8,34%, e deixamos o seguinte aviso bem claro:

Vamos para as fábricas e os trabalhadores vão recusar a proposta e todos estamos mobilizados para a greve se for necessário.

A próxima reunião ficou agendada para o dia 25/06 (quinta-feira).

Participaram desta reunião os dirigentes Carlos Augusto (Serrote), Ferreira e José Aílton.

Nos reservamos o direito de corrigir quaisquer erros ortográficos e/ou de digitação.

#Doceseconservas #Negociação #RubensGomes

4 visualizações

SEDE

Avenida Celso Garcia, 1588 | Belém | São Paulo - SP

CEP 03014-000 | (11) 3019-3966 | (11) 2618-1422

SUBSEDES

Osasco: Rua Antônio Biscuola, 28 | Centro - SP

CEP 06097-140 | (11) 3682-9501

São Caetano: Rua Amazonas, 430 | Centro - SP

CEP 09520-060 | (11) 4224-6569