Patronal do setor de rações faz proposta para humilhar os trabalhadores

Nesta quarta-feira (16) aconteceu a primeira reunião do setor de rações balanceadas, cuja data-base é 1° de maio.

A negociação deste setor é coordenada pela FETIASP - Federação dos Trabalhadores das Indústrias Alimentícias do Estado de São Paulo pois é realizada em nível estadual.

No decorrer da reunião pudemos observar que as propostas econômicas ficaram muito abaixo do que pretendíamos e do anseio dos trabalhadores. Para reajuste dos salários e dos benefícios, o sindicato patronal (SINDIRAÇÕES) ofereceu 1,36%, que significa apenas 80% da inflação do período que está em 1,69%. A proposta foi prontamente recusada pela bancada profissional.

Como não poderia deixar de ser, no momento das discussões, passamos pela reforma trabalhista, da qual os patrões querem se aproveitar em todos os pontos para prejuízo dos trabalhadores.

Esclarecemos a nossa posição contra a reforma trabalhista, pois algumas empresas, sendo elas grandes ou pequenas, estão se aproveitando para enganar o trabalhador no momento da homologação, que não é mais assistida pelo sindicato do trabalhador e porque estão usando artifícios para afastar o trabalhador do seu sindicato.

Representando o nosso sindicato participaram desta reunião os dirigentes Batista e Valdocir Consani.