Vigor | Não houve avanço por parte dos patrões e a greve continua

Nesta última quarta-feira (22), às 14h, houve a audiência de conciliação que tinha por objetivo tentar avançar a negociação de forma que as reivindicações dos trabalhadores fossem atendidas, no entanto, por maior que tenha sido o esforço de chegar a um acordo, isso não foi possível pela resistência dos patrões em ceder.


Mesmo não tendo avanço algum na negociação, os patrões, já com medo dos impactos causados pela greve, solicitaram uma “trégua” na paralisação que, diante do tamanho desrespeito com os trabalhadores, não será oferecida. A greve prosseguirá pelo tempo que for necessário. Os trabalhadores sempre fizeram sua parte e fizeram muito bem, agora é hora de os patrões reconhecerem isso e valorizá-los.


Amanhã (24), sexta-feira, às 15h30, haverá uma nova audiência.


Confira abaixo as propostas

Proposta STILASP

Proposta patrões

• Índice de reajuste pelo percentual de 12,47% sem aplicação de teto, para todos os trabalhadores

• Índice de reajuste 12,47% para os demais cargos, exceto os cargos de confiança

• Índice de reajuste para cargos de confiança 6% {supervisores, especialistas, coordenadores, gerentes e outros equivalentes}

• Índice reajuste para o piso salarial de 19,20%

• Piso salarial de R$ 2.140,12

• Piso salarial de R$1.788,00

• Cesta básica de R$ 343,00

• Cesta básica de R$ 286,80

• Adicional noturno de 40%

• Adicional noturno de 30%

• Auxílio creche de 40% do salário normativo (R$ 856,04)

• Auxílio creche de 40% do salário normativo (R$ 715,20)